sexta-feira, 19 de agosto de 2016

COMITÊ OLÍMPICO DOS EUA PEDE DESCULPAS POR ATITUDE DE NADADORES: "INACEITÁVEL"

ESPN
Ryan Lochte Final 200m Medley Natação Rio-2016 11/08/2016© EFE/EPA/PATRICK B. KRAEMER Ryan Lochte Final 200m Medley Natação Rio-2016 11/08/2016



O Comitê Olímpico dos Estados Unidos divulgou uma nota oficial na noite desta quinta-feira lamentando a conduta dos nadadores da delegação que se envolveram no incidente sobre um suposto assalto no Rio de Janeiro.


No comunicado, órgão lamentou o ocorrido dizendo que a conduta não representa o valor da equipe dos EUA e afirmou que vai analisar com calma o ocorrido.

"O comportamento destes atletas não é aceitável, não representa os valores do Time USA ou a conduta da maioria dos membros. Nós vamos rever o caso e qualquer potencial consequências quando os atletas retornarem aos Estados Unidos", disse parte do comunicado.

Veja o comunicado na íntegra: 

Do presidente do Comitê Olímpico dos Estados Unidos, Scott Blackmun:

Dois nadadores olímpicos dos EUA (Gunnar Bentz e Jack Conger) deram declarações às autoridades locais hoje a respeito do incidente relatado pela primeira vez no domingo, dia 14 de agosto de 2016. Seus passaportes foram liberados e eles deixaram o Rio.

Depois de prestar depoimento no início da semana, uma terceira parte (James Feigen) deu um novo depoimento esta noite, com a esperança de obter a liberação de seu passaporte o mais rápido possível.

Trabalhando em colaboração com o Consulado dos EUA no Rio, nós coordenamos a cooperação dos atletas com as autoridades locais e garantimos a sua segurança durante todo o processo, mas não vimos os depoimentos completos fornecidos por Bentz e Conger.

No entanto, entendemos que eles descreveram os eventos que muitos têm visto no vídeo de vigilância tornados públicos hoje. Tal como entendemos que os quatro atletas (Bentz, Conger, Feigen e Ryan Lochte) deixaram a Casa França no início da manhã do domingo 14 de agosto em um táxi com destino à Vila Olímpica. Eles pararam em um posto de gasolina para irem ao banheiro, onde um dos atletas cometeu um ato de vandalismo. Houve uma discussão entre os atletas e dois seguranças do posto, armados e que exigiram que os mesmos fizessem o pagamento em dinheiro. Uma vez que os seguranças receberam o dinheiro dos atletas, eles foram liberados para irem embora.

Antes da divulgação do comunicado, o inquérito feito pelas autoridades brasileiras apontouque os atletas não foram assaltados, mas que teriam se envolvido em uma confusão em um posto de gasolina. A conclusão é feita com base em imagens de câmeras de monitoramento, colhidas pela investigação, que tentou refazer o trajeto dos nadadores norte-americanos.

Segundo a Polícia, Lochte, Feigen, Bentz e Conger pararam em um posto de gasolina próximo à Casa França. No local, eles teriam iniciado uma discussão com seguranças, danificando, inclusive, a porta de um banheiro. O caso é acompanhado pessoalmente pelo chefe de Polícia Civil do Rio, Fernado Veloso, e conduzido pelo delegado Alexandre Braga, da Delegacia Especial de Apoio ao Turismo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

MARIDO MATA MULHER, ESCONDE CORPO E PEDE DESCULPA EM CARTA

Correio24horas O caseiro Orlando de Jesus, 53 anos, teve prisão temporária decretada nesta sexta-feira (20) acusado de matar a ...