quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

JUSTIÇA ACETITA DENÚNCIA CONTRA EX-JOGADOR EDILSON CAPETINHA E MAIS 15 POR FRAUDES EM LOTERIAS

G1



A Justiça Federal acatou a denúncia contra suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em fraudar pagamentos de prêmios de loterias da Caixa Econômica Federal (CEF), desarticulada pela Operação Desventura. De acordo com a 11ª Vara Federal, em Goiânia, foram 16 denunciados pelo crime de organização criminosa, entre eles o ex-jogador da seleção brasileira Edílson da Silva Ferreira, o Edílson Capetinha.
Segundo o procurador da República Hélio Telho, responsável pelas denúncias do Ministério Público Federal em Goiás (MPF-GO), os envolvidos se associaram para planejar e cometer as fraudes que renderam cifras milionárias. O ex-jogador Edílson é apontado com um dos responsáveis por aliciar gerentes de bancos para a quadrilha.

As investigações resultaram em três denúncias. Entre os crimes pelos quais os envolvidos respondem estão furto qualificado por fraude, estelionato, falsificação de documento público, tráfico de influência, corrupção ativa, crime contra a ordem tributária, evasão de divisas e lavagem de dinheiro.

O G1 tentou contato com o advogado de Edílson, Thiago Phileto, desde a manhã desta terça-feira, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta reportagem. No entanto, em novembro do ano passado, logo após o oferecimento da denúncia, ele disse que o ex-jogador é inocente e vai provar esta condição ao longo da instrução do processo.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

SAÚDE: ANVISA APROVA NOVO TRATAMENTO PARA DERMATITE CRÔNICA

Foto: Divulgação A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou uma terapia inédita para tratamento de dermatite at...