segunda-feira, 1 de maio de 2017

MINISTÉRIO DA SAÚDE DETERMINA FILA ÚNICA PARA CIRURGIAS ELETIVAS DO SUS





Ministério da Saúde determina fila única para cirurgias eletivas do SUS
Foto: Reprodução / Wellsaid




O Ministério da Saúde vai criar uma fila única para cirurgias eletivas no país. Por isso, os gestores de cada estado terão 40 dias para integrar as informações com os respectivos municípios e enviar à pasta o número de pacientes que esperam por intervenção cirúrgica. 
De acordo com o MS, a medida dará transparência e agilidade ao atendimento dos pacientes, evitando que estes fiquem em filas de um único hospital. Outro motivo da unificação para a pasta é conhecer melhor a demanda nacional para tais procedimentos. “Hoje, o estado tem uma fila, a prefeitura tem outra, o hospital tem sua fila, e isso não é possível nesse sistema. Quando a pessoa sai do ambulatório, ela precisa ser encaminhada para uma fila geral, e não para a fila do hospital. Precisamos mudar essa lógica para que possamos organizar o atendimento de forma justa. 
O acesso ao SUS é universal e todos têm direito igualmente”, disse o ministro da Saúde, Ricardo Barros. Para regulamentar a iniciativa, uma resolução sobre o assunto foi aprovada na quinta-feira (27), determinando que a próxima etapa para unificação da fila será o condicionamento do repasse do Teto MAC dos estados e municípios ao envio de informações sobre as necessidades de cirurgia eletiva. A próxima fase será definir o prazo para bloquear as verbas aos estados que não atenderem a solicitação.



Nenhum comentário:

Postar um comentário