quarta-feira, 23 de março de 2016

LULA FRACASSA AO TENTAR CONVENCER O PMDB A REVER SUA SAÍDA DO GOVERNO

Estadão Conteúdo












Reprodução/NBR
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante a cerimônia de posse na Casa Civil























Apesar dos apelos do Palácio do Planalto, de Lula e da ala governista do PMDB, o diretório nacional do partido vai se reunir no dia 29 de março para definir a data-limite do desembarque do governo. Os sete peemedebistas que compõe o ministério da presidente Dilma Rousseff deverão entregar seus cargos até o dia 12 de abril.


Lula envolveu-se nas discussões e trabalhou para adiar a reunião do diretório. No entanto, conseguiu apenas convencer o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), a dar uma declaração pública de que sigla agrava a crise se sair do governo. "O PMDB não pode dar o gatilho do impeachment", disse Renan.

O presidente do Senado falou com os jornalistas minutos depois de encontrar-se com Lula na casa do ex-presidente e ex-senador José Sarney (PMDB-AP).

A conversa entre os três durou duas horas. Renan se negou a dar detalhes, mas a reportagem apurou que o objetivo de Lula era buscar o adiamento da reunião do diretório do dia 29 de março para o dia 12 de abril. No começo da noite, um grupo de mais de 20 deputados pressionou o vice-presidente Michel Temer - que é também presidente nacional do partido - a não aceitar a mudança.

Apesar da tentativa de ajudar Dilma e Lula, Renan nega qualquer desentendimento com Temer, que é o principal beneficiário em caso de impeachment da presidente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

SALÁRIO MÍNIMO SERÁ MENOR QUE O PREVISTO

Fonte: O Globo Foto: Ilustração O Orçamento de 2018, aprovado na última quarta-feira pelo Congresso Nacional, prevê um salário míni...