quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

CASO DE ABORTO CONFIRMA QUE ZIKA CONSEGUE ATRAVESSAR A PLACENTA


Fonte: Bem Estar/ G1



Foto ilustração/internet



Cientistas do Paraná divulgaram nesta quarta-feira (20) o resultado de uma pesquisa que confirma a capacidade do zika vírus de atravessar a placenta de gestantes. O Instituto Carlos Chagas, da Fiocruz de Curitiba, encontrou traços de DNA do vírus em amostra de tecido de uma mulher que teve a gravidez interrompida.

A gestante, que vivia no Nordeste mas não foi identificada, relatou sintomas compatíveis à infecção semanas antes de sofrer um "aborto retido", que ocorre quando o feto para de se desenvolver no útero.

Após usar anticorpos para detectar a presença de uma infecção no tecido da placenta, os pesquisadores depois identificaram o zika por meio de PCR – exame que detecta traços de material genético do patógeno.

"Este resultado confirma de modo inequívoco a transmissão intrauterina do zika vírus", afirmou comunicado do instituto. A pesquisa foi liderada pela virologista Cláudia Nunes Duarte dos Santos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

POPULAÇÃO DEVE COMBATER O AEDES AEGYPTI EM 2017

Com a virada do ano e a chegada do verão, período chuvoso e quente, devemos redobrar os cuidados com a limpeza de caixas d’água, pisci...