terça-feira, 9 de maio de 2017

VEJA LISTA DE ONDE ESTÃO OS 88 NOVOS SEMÁFOROS INTELIGENTES DE SALVADOR



Com a implantação de 88 semáforos inteligentes, Salvador ganha mais uma ajuda da tecnologia na gestão do trânsito. Desde ontem, algumas sinaleiras da cidade têm o tempo de abertura e fechamento ajustado de acordo com o fluxo de veículo do momento. O sistema, já adotado em cidades como Madri (Espanha) e Moscou (Rússia), pode aumentar a fluidez do trânsito em até 30% na capital baiana.

Tecnologia já é utilizada no NOA, inaugurado em 2015 (Foto: Valter Pontes/Secom Salvador)



“Meu compromisso é o de continuar conhecendo o que há de mais moderno em termos de mobilidade e trazendo para Salvador”, disse, ontem, o prefeito ACM Neto (DEM). Os semáforos inteligentes juntam-se, agora, a ferramentas como o aplicativo Citta Mobi, a central de monitoramento de ônibus, os radares e o Núcleo de Operações Assistidas (NOA), da Transalvador.

“Já tem algum tempo que nós investimos em tecnologia com o objetivo de melhorar a mobilidade. Hoje, o NOA, que já vinha realizando diversos monitoramentos, já permite que os agentes façam interações mais ágeis”, completa.

O sistema, instalado em 2015, é capaz de medir a velocidade média das vias. “Qualquer redução inesperada, a gente tem como identificar e desloca uma viatura para lá”, diz o superintendente da Transalvador, Fabrizzio Muller.

Contagem de carros
Os semáforos inteligentes, que estavam em fase de testes e entraram em operação ontem, têm sensores que contam o número de carros nas vias e alteram o tempo de abertura ou fechamento dos sinais conforme o fluxo. As sinaleiras também passarão a ‘conversar’ entre si e abrir e fechar de forma sincronizada.

Clique na imagem para ampliar


Os 88 equipamentos estão distribuídos entre os cruzamentos da Praça João Mangabeira, nos Barris, até o início da Avenida Paralela, próximo ao supermercado Makro. Ao longo desse trajeto, eles atuarão em vias de alto tráfego na cidade, como as avenidas Garibaldi, Juracy Magalhães e Antonio Carlos Magalhães. Foi incluído um trecho do Rio Vermelho até o Bompreço.

(Correio24horas)



Nenhum comentário:

Postar um comentário