quarta-feira, 26 de abril de 2017

STF DECIDE QUE GOLEIRO BRUNO DEVE VOLTAR À PRISÃO IMEDIATAMENTE


Agência Brasil





O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que o goleiro Bruno de Souza deve voltar de imediato para a prisão em regime fechado. Ele se encontra em liberdade desde o dia 25 de fevereiro, quando foi beneficiado por uma decisão liminar (provisória) do ministro Marco Aurélio determinando sua soltura.

A decisão desta terça-feira (25), que revogou a liminar, foi tomada pela Primeira Turma do STF, que acompanhou a posição do relator do caso, ministro Alexandre de Moraes. O entendimento que prevaleceu foi o de que Bruno não poderia ser solto porque isso iria contra a decisão soberana do júri popular, que negou ao goleiro o direito de recorrer de sua condenação em liberdade.

Bruno é acusado de participação na morte da ex-namorada Eliza Samúdio, com quem teve um filho. Ela desapareceu em 2010, aos 25 anos, e foi considerada morta pela Justiça. Em 2013, o Tribunal do Júri da Comarca de Contagem (MG) condenou o goleiro a 22 anos e três meses de prisão pelos crimes de homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, com emprego de asfixia e com recurso que dificultou a defesa da vítima), sequestro, cárcere privado qualificado e ocultação de cadáver. O corpo de Eliza nunca foi encontrado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

TÉCNICO DO PSG DEFENDE NEYMAR APÓS EXPULSÃO

Fonte: Extra O craque Neymar foi o principal personagem do empate em 2 a 2 entre PSG e Olympique Marselha, neste domingo, pelo Camp...